Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

Há dias...

... Em que as palavras brotam na boca como bolhinhas de gasosa, mas outros há em que se transformam em silêncio bruto, nu e cruel.

... Em que o o Silêncio parece ensurdecedor, mas o som de uma gargalhada é como um bálsamo, como um elixir.

... em que somos como um grito que acontece, ou como um lamúrio que se sussurra, ou uma palavra que se transmite.

... em que somos como  uma pedra, outros em que somos como barro.

... Em que o mar parece não ter fim e outros em que parece que o mar se mistura com o céu, no horizonte.

... Em que as palavras parecem não ter significado, mas outros em que parecem punhais afiados.

... em que o amor se sente, se vive e se deseja e outros em que o amor dói, magoa e fere.

... em que desejamos ser alguém, ter algo e poder fazer alguma coisa e outros em que preferimos escondermo-nos dentro de uma concha, enterrada na areia.

... Em que apetece escrever aqui no Blog e outros em que me apetece apenas escrever no meu bloco.

De tudo isto, só não deixo de escrever.

 

 

 

Tags Silenciosas...: , ,

publicado por Jv às 16:09
link do post | comentar | favorito

Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


O Grande silêncio...

rbobson@sapo.pt

Tags Silenciosas...

todas as tags

Silêncios arquivados

Pesquisa neste silêncio

 

links Silenciosos

subscrever feeds