Segunda-feira, 16 de Abril de 2007

"Oh marreco, olhó filme!"

O meu Pai (1929 - 2002), teve uma vida muito preenchida e ligada à 7.ª arte. Toda a vida o vi relacionado sempre com o cinema. Muitas bobines carregou ele no FESTROIA (Festival de Cinema de Troia)...

Ouvi-lo contar as histórias sobre os acontecimentos estranhos, era hilariante e delicioso. Eram histórias, que por mais que eu já as soubesse e conhecesse, nunca me cansava de ouvir.

Antigamente, se a máquina de projeccionar os filmes encravava, podia queimar, e era uma carga de trabalhos... bastavam minutos de distração por parte do projeccionista para a imagem desfocar, ou baixar até cortar as legendas.

A fita podia sair do carreto, ou até partir... grandes dias onde eu também rebobinei bobines de filmes, mas sempre à mão!

Nessas alturas, lembro-me bem dos apupos e gritos, mas em especial do já habitual e académico "Oh marreco, olhó filme, pá!"

Não sei se era um mito urbano, ou não, mas tenho a percepção que muita gente pensava que os projeccionistas seriam marrecos, ou 'ratos de cavernas'...

E à uns dias, ao ver a miséria e a tristeza com que anda a nossa televisão, com excepção para alguns programas e momentos. De resto, a nossa tv anda quase sempre pelas ruas da amargura, lembrei-me que poderíamos aplicar a mesmíssima frase, ao ver programas de baixa qualidade, de interesse abaixo de cão, e no patamar dos já famosos 'tesourinhos deprimentes' (por favor, Gatos, continuem a expôr a miséria que por aí foi e ainda anda...).

Então, proponho: nos momentos nojentos e provocantes à acção regurgitante, gritemos a plenos pulmões: "Oh Marreco, olhó filme, pá!"

Esta expressão poderá ser usada, também, no emprego! O chefe pede-nos um trabalho equiparado à bosta de camelo e aí gritemos com a voz que nos resta: "Oh marreco, olhó filme, pá!"

E no trânsito, é a mesma coisa! Grandes filas de trânsito, provocadas por acidentes ou por problemas inerentes à qualidade rafeira das estradas, acessos e etc., gritemos com todo o ar da nossa caixa toráxica: "Oh marreco, olhó filme, pá!"

Nos bloggs, basta escrever. E sem maiúsculas, pois já não suporto gritos...
Hoje estou: "Oh marreco, olhó filme, pá!"
Tags Silenciosas...: , ,

publicado por Jv às 09:00
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


O Grande silêncio...

rbobson@sapo.pt

Tags Silenciosas...

todas as tags

Falou e disse...

Silêncios arquivados

Visitantes Silenciados...

Pesquisa neste silêncio

 

links Silenciosos

subscrever feeds