Domingo, 28 de Agosto de 2016

Sem ti...

 Sentindo o vento na minha cara,

E olhando as árvores dançando

De mãos dadas bradando,

Senti-me só.

 

Ouvindo a harmonia das suas folhas,

E ouvindo o seu louvor

Ao seu Criador,

Senti-me só.

 

Saboreando o sabor a alegria,

Que pairava no ar

Comecei a olhar e…,

Sinto-me só.

 

Cheiro o aroma a paz,

Que as árvores largam

E quando me arrebatam,

Sinto-me só.

 

Olhando o céu,

Vendo as nuvens passar

Com as árvores a olhar,

Sinto-me só.

 

Pensei em ti.

E ao não te sentir

Pensando fugir,

Senti-me só.

 

Meu Deus.

Invejo os arvoredos

Que escondendo os seus segredos,

Esquecem-se que estão sós.

                                                                                                                         'Sem ti'

                                                                                                                         1998   Rbobson


publicado por Jv às 02:28
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


O Grande silêncio...

rbobson@sapo.pt

Tags Silenciosas...

todas as tags

Falou e disse...

Silêncios arquivados

Visitantes Silenciados...

Pesquisa neste silêncio

 

links Silenciosos

subscrever feeds