Sexta-feira, 16 de Março de 2007

O arranque!

Como diria o grande Sérgio Godinho "hoje é o primeiro dia do resto da minha vida!"

É isso. Dá-se hoje, dia 16 de Março de 2007, o início a este blog.

Falarei, falaremos, sempre com este silêncio ensurdecedor como pano de fundo.

Apesar do vazio deste mundo e de algumas partes desta vida, tentaremos que não hajam posts com vazio de conteúdo.

Comentem e sugiram assuntos para serem falados e debatidos aqui.

E agora, o post do dia...


Tudo já foi pensado. O difícil é pensá-lo outra vez… Goethe

Realmente, não sabemos o que é a verdadeira acção de pensar. Pensar implica um... certo esforço cerebral, para a criação de algo. Nós apenas nos limitamos a lembrar tudo aquilo que já nasceu connosco, e que por sermos preguiçosos, esquecemos (É de relembrar que nós usamos apenas 2% das capacidades do nosso cérebro...).

E o que me mais aborrece é que cada vez que alguém é gerado, tem acesso a tudo aquilo que forma o mundo (tudo aquilo que nos rodeia e sobre as quais não pensamos, ou simplesmente não sabemos que existem, ou não sabemos os seus nomes, ou simplesmente não nos importamos com elas...), durante os seus primeiros 9 meses de vida, apresentados e representados pelo próprio Criador. O mais aborrecido, é depois de nascermos, esquecermos tudo e ainda, sermos obrigados a relembrar tudo das maneiras mais... complicadas: crescimento, escola, vida e seu desenvolvimento e finalmente, quando estamos a começar a perceber que não valeu a pena, andar uma vida inteira a “puxar” pela cabeça a tentar recordar aquilo que, realmente, faz parte de nós... morremos.

Para que se possa dizer que a nossa vida está completa, há a necessidade de se plantar uma árvore, escrever um livro e ter um filho. Pelo menos foi o que alguém disse uma vez...

Plantar uma árvore significa vivificar a Natureza, reavivar a vida que nela há e que em nós há. Escrever um livro será o ensinar ás gerações futuras os caminhos alternativos e o modo certo de reavivar a natureza que nós fomos obrigados a reavivar do coma profundo em que estava inserida e os erros da vida que se possam ter cometido. Ter um filho, é assegurar que alguém irá ler esse livro que nos custou uma vida, e que talvez alguém tenha interesse em continuar a manutenção de vida da Vida.

Eu não estou a pensar isto, nunca o estive. Eu apenas estou a relembrar algo, que eu li, provavelmente, nalgum livro naquele período em que bebi um copo, ou fumei um charuto, ou tive uma conversa inteligente com o Criador...

Hoje estou: Fixe
Tags Silenciosas...: , , ,

publicado por Jv às 15:29
link do post | comentar | favorito
 O que é? |
2 comentários:
De Carlos a 16 de Março de 2007 às 17:49
Boa, continua assim!

CCC


De Zakarella a 16 de Março de 2007 às 23:02
Ora muito bem vindo à comunidade dos bloguistas! E logo tu que escreves tão bem!

Olha... hei-de cá passar sempre que tiver tempo... e já agora... desafio-te a ires ver o meu blog!

Só os com os meus projectos de mestrado e algo mais!

http://obecoescuro.blogspot.com

Beijocas grandes
E temos que ir beber um café! ;)


Comentar post

Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


O Grande silêncio...

rbobson@sapo.pt

Tags Silenciosas...

todas as tags

Falou e disse...

Silêncios arquivados

Visitantes Silenciados...

Pesquisa neste silêncio

 

links Silenciosos

subscrever feeds