Quarta-feira, 28 de Março de 2007

Amar

Amar, enquanto sentimento, já foi descrito por tantas pessoas, desde Pessoa, Camões, Florbela Espanca, Bocage... mas amar enquanto acção, poucos conseguiram passar da escrita à acção.

Amar já foi confudido com ser poeta, ser músico, ser corajoso, ser bravo, ser melancólico e até com o ser romântico.

Mas amar, que no fundo é uma decisão, que acarreta uma acção, quase não tem a ver com romantismo... tem a ver com ligação, com certeza e tem a ver com iniciativa.

Amar não é dar a vida por alguém. Amar é dar a vida a alguém.

Amar não é sacrificar-se por alguém. Amar é sacrificar-se a alguém.

Amar não é anular-se a si próprio, mas é a metamorfose de 2 seres em um só.

Escrevo isto, pois não podemos pensar que o romantismo é que acarreta o amor. Não. O amor e a acção inerente, que é amar, é romântica por si só, sem grandes feitos de altruísmo e sem grandes sacrifícios.

Amar, não é dizer ao que nos ama, também, que fizemos muitos sacrifícios para estar com ela/ ele.

Amar, não é dizer que desisitiu de tudo, por causa de quem ama.

Amar é simplesmente amar, sem precisar de dizer essas coisas, como se fossem baluartes necessários a fundamentar o amor.

Amar a Deus, ou a mulher/ marido, amar um familiar, é algo que nos sai de muito fundo e íntimo de dentro de nós.

Amar é a forma mais sublime e mais pura que o ser humano tem de dignificar a sua passagem por esta terra.

E por fim, Amar não é com os olhos ou com as mãos ou com palavras... Amar é com o coração.

"...O amor significa origem e fim. Por isso existe, para dar origem e terminar..."
Hoje estou: mas o boneco não diz tudo?...
Tags Silenciosas...: , ,

publicado por Jv às 09:00
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


O Grande silêncio...

rbobson@sapo.pt

Tags Silenciosas...

todas as tags

Falou e disse...

Silêncios arquivados

Visitantes Silenciados...

Pesquisa neste silêncio

 

links Silenciosos

subscrever feeds