Quarta-feira, 7 de Setembro de 2016

Cativa

Rosto singular

De beleza sem igual

E, só com o amor carnal,

Eu a consigo amar.

 

Uma graça viva,

Nela existe,

E, nela persiste,

Minha vida cativa.

 

Presença serena

É a dela em mim,

E, por sua causa vim

Fugindo da minha pena.

 

Esta é a cativa,

Que cativo me tem.

E, que do mal, o bem

Em nós reviva.

                                                                                                                      'Cativa'

                                                                                                                     1997 Rbobson


publicado por Jv às 13:07
link do post | comentar | favorito
 O que é? |

Setembro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


O Grande silêncio...

rbobson@sapo.pt

Tags Silenciosas...

todas as tags

Falou e disse...

Silêncios arquivados

Visitantes Silenciados...

Pesquisa neste silêncio

 

links Silenciosos

subscrever feeds